Sig se compromete a reduzir emissões em 60% até 2030

A SIG estabeleceu uma nova meta climática e é uma das primeiras empresas de seu setor a ser aprovada pela Science Based Targets Initiative (SBTi) como de acordo com as ciências climáticas mais recentes de limitação do aquecimento global a 1,5ºC acima dos níveis pré-industriais, para evitar os piores efeitos das mudanças climáticas. A SIG está empenhada em reduzir suas emissões de Escopo 1 e 2 em 60% até 2030 (em relação à base de 2016).

“Está claro que o mundo precisa reduzir urgentemente as emissões globais dos gases responsáveis pelo efeito estufa para enfrentar os efeitos danosos das mudanças climáticas”, disse Ian Wood, Diretor de Supply Chain da SIG. “A nova meta ampliada da SIG vai acelerar as ações contra as alterações climáticas para reduzir dramaticamente nossas emissões e melhorar nossa contribuição para um sistema de fornecimento de alimentos com emissões de carbono menores.”

Cerca de 300 empresas têm metas aprovadas pela SBTi. Menos de 100 possuem no momento metas de 1,5ºC e a SIG é uma das primeiras de seu setor a ter aprovação da SBTi. A nova meta comprime o cronograma para a obtenção de uma redução absoluta de 60% nas emissões de Escopo 1 e 2 em 10 anos, em comparação à sua meta anterior, que já havia sido aprovada pela SBTi como de acordo com a intenção de manter o aumento do aquecimento global bem abaixo de 2ºC.

Comentários


menu
menu