Nova cervejaria Oca traz ao mercado Tainá em latas de 473ml

Oca

Mais uma cervejaria artesanal chega ao mercado brasileiro. A Oca traz em sua linguagem visual influências das matrizes indígenas, além das florestas e ecossistemas nacionais. A brasilidade também estará impressa nas receitas dos rótulos da marca: seja pela inclusão de insumos tipicamente nacionais, como a tapioca e o cumaru – semente conhecida como a baunilha da Amazônia –, ou pelos aromas e sabores tropicais presentes em suas cervejas.

“Ao criarmos a Oca, direcionamos o nosso olhar para a riqueza dos nossos recursos naturais, bem como da história e das manifestações artísticas de nossos povos, trazendo esses elementos para identidade visual da marca por meio de um design contemporâneo”, afirma André Nóbrega, criador da marca e dona da galeria de arte Studio Nóbrega, em São Paulo.

O primeiro lançamento da cervejaria é a Tainá. “A intersecção entre os recursos estéticos e as receitas foi muito pensada durante o processo de concepção da Tainá. E isso será algo marcante, também, na elaboração dos próximos produtos. Nossa proposta, para todas as nossas criações, é brincar com os sentidos e aproximar cada vez mais a cerveja da nossa cultura”, explica Nóbrega .

O lançamento da cervejaria Oca, bem como da cerveja Tainá, que em Tupi-Guarani, significa “astros celestes”, “estrela” ou “estrela da manhã”, acontecerá no Empório Alto de Pinheiros, no dia 8 de novembro.

A Tainá é uma Juicy IPA, ou “NEIPA” (New Ingland IPA, uma variação da India Pale Ale), e, por isso, possui amargor menos presente, trazendo em primeiro plano, bem marcados, os sabores e aromas dos lúpulos utilizados.Na aparência, é uma cerveja de coloração alaranjada e turva, com textura delicadamente aveludada e sedosa devido à adição de trigo e aveia. Com 60 IBU’s e 6.4% ABV (teor alcoólico), ela possui intensas notas de frutas cítricas no sabor e no aroma.

A cerveja será comercializada em latas de 473 mililitros e em barris de chope.

Comentários


menu
menu