Coca-Cola desenvolve primeiras amostras de garrafas de PET retirado do mar

Coca-Cola Marinha

A Coca-Cola Company apresentou suas primeiras amostra de garrafas produzidas com plásticos recuperados do Oceano e reciclados. Por meio de uma parceria entre a Ioniqa Technologies, a Indorama Ventures, a Mares Circulares e a The Coca-Cola Company, foram produzidas cerca de 300 garrafas usando 25% de plástico marinho reciclado recuperado do Mar Mediterrâneo e de praias de Portugal e da Espanha.

De acordo com a Coca-Cola, as amostras são as primeiras garrafas de plástico feitas com PET retirado do mar reciclado com sucesso para embalagens de alimentos e bebidas. As tecnologias de reciclagem usam processos inovadores que quebram os componentes do plástico e eliminam as impurezas de materiais recicláveis de menor qualidade para que a resina possa ser utilizada como nova.

Apesar da amostra ainda ser muito pequena quantitativamente, isso significa que os plásticos de qualidade inferior, muitas vezes destinados à incineração ou aterro, podem agora ter uma nova vida. Isso também significa que mais materiais estão disponíveis para produzir conteúdo reciclado, reduzindo a quantidade de PET virgem necessária a partir de combustíveis fósseis.

“As tecnologias aprimoradas de reciclagem são extremamente empolgantes, não apenas para nós, mas para a indústria e a sociedade em geral”, afirma Bruno van Gompel, diretor técnico e de cadeia de suprimentos da Coca-Cola na Europa Ocidental. “Essa garrafa é uma prova do que pode ser alcançado por meio de parcerias e investimentos em novas tecnologias. Ao reunir parceiros de toda a nossa cadeia de suprimentos, de uma iniciativa de limpeza comunitária na Espanha e Portugal a um investimento em inovação tecnológica na Holanda, conseguimos, pela primeira vez, trazer de volta o plástico marinho danificado para alimentos. material de qualidade com o qual podemos fazer novas garrafas”, explicou o executivo.

Comentários


menu
menu