Simei 2019 prepara novidades em vinhos e azeites

Simei

Fortes expectativas de crescimento em termos de visitantes internacionais, com 150 membros de delegações confirmadas de todo o mundo, e novidades em termos de eventos e conferências, caracterizam a 28ª edição da SIMEI – Salão Internacional de Equipamentos para Enologia e Engarrafamento, que será realizada na em Milão de 19 a 22 de novembro de 2019.

Essa edição do da feira de equipamentos para vinícolas lança um desafio ao setor, estendendo-se a novas áreas complementares para aqueles do mundo do vinho. Com a ajuda de especialistas internacionais, será possível examinar tópicos gerais, abrangendo design visual, arquitetura e sustentabilidade.

Existem seis temas principais no programa de conferências deste ano, lançando o SIMEI além da dimensão da exposição para torná-lo cada vez mais um local de encontro e discussão, abrindo um diálogo internacional de intercâmbio mútuo entre operadores do setor vitivinícola e vinícola, especialistas de novas tendências e empresas fabricando máquinas e produtos para enologia e bebidas.

“Quatro meses antes de sua abertura, a 28ª edição da SIMEI provavelmente será ainda mais inovadora, global e abrangente. Além da excelência tecnológica, que continua sendo o centro da feira bienal, organizada pela Unione Italiana Vini desde 1963, o layout geral da exposição foi revisado, abrindo novos campos produtivos de ‘alimentos líquidos’ próximos ao vinho e introduzindo muito tópicos interessantes, como arquitetura e design, conectando-os ao setor”, diz , Ernesto Abbona, presidente da Unione Italiana Vini, organizadora do evento.

“O papel da arquitetura no projeto e na comercialização de uma vinícola” abrirá uma série de conferências: o debate será moderado por um dos arquitetos mais famosos do mundo, Olivier Chadebost, que se concentrará em como a relação entre arquitetura e adegas mudou e, acima de tudo, sobre como pode mudar.

No palco do SIMEI, outro tema quente será coordenado pelo Mestre do Vinho, Justin Knock, e por Andrea Lonardi, Diretor de Operações da Bertani. Com “As novas fronteiras do uso da madeira na produção e refinamento de vinho”, será analisada a evolução do uso da madeira no vinho (barris e barricas) nos últimos 30 anos, a partir de uma pesquisa envolvendo algumas das mais importantes vinícolas na França, Itália, Estados Unidos, Austrália, Espanha, África do Sul, Chile e Argentina e incluindo entrevistas com produtores e cooperativas de vinho selecionados. Ao final da reunião, haverá uma degustação exclusiva de 16 vinhos de quatro vinícolas selecionadas para entender a influência do uso da madeira na composição e no sabor do vinho.

Outra novidade será a primeira convenção mundial da Wine’s Women, a associação estabelecida em Florença a partir de uma idéia de Elisabetta Tognana e ativa desde 1988.

“Vestir azeites extra-virgens para obter sucesso no mercado”, de Luigi Caricato e Juan A. Peñamil, examinará a importância das embalagens no mundo dos azeites, em um debate entre a Itália e a Espanha para expressar sua valorização, com foco em recipientes, materiais, estilo refinado e etiquetas e sistemas de fechamento.

Comentários


menu
menu