Campo Limpo Tampas e Resinas Plásticas investe em nova unidade em Taubaté

Campo Limpo

A Campo Limpo Tampas e Resinas Plásticas inaugurou as novas instalações da sua unidade industrial, que ganha mais 4.500 m2 no Complexo Industrial de Taubaté (SP).  A fábrica transforma tampas pós-consumo em sistemas de vedação de embalagens de defensivos agrícolas, as Ecocaps.

A produção de tampas recicladas fecha o ciclo de gestão dessas embalagens dentro do setor. “A nova fábrica, que exigiu investimentos em infraestrutura e equipamentos, tem capacidade para produzir mais de 40 milhões de Ecocaps por ano e contribui para promover o conceito de economia circular no Brasil”, destaca João Cesar M. Rando, diretor-presidente do inpEV e presidente da Campo Limpo.

A expansão aumentou para 23.000 m² o total da área construída do Complexo Industrial de Taubaté (SP), que inclui a Campo Limpo Reciclagem e Transformação de Plásticos. Lá são fabricadas as Ecoplásticas, embalagens recicladas para a indústria de agroquímicos, que também são produzidas a partir do material recebido pelo Sistema Campo Limpo.

O conceito ecoeficiente que inspirou a Campo Limpo desde sua concepção também foi aplicado à nova área. Foram usadas telhas translúcidas, que permitem a passagem da luz e dispensam o uso de lâmpadas elétricas no período diurno. O pé direito alto auxilia na ventilação e conforto térmico dos colaboradores e a água da chuva é reaproveitada para uso em sanitários e jardins, gerando economia de recursos naturais. No processo industrial, a água é reutilizada e tratada em um sistema fechado de tratamento.

As novas instalações resultaram em ampliação da capacidade de estocagem, atendimento às necessidades do mercado e aumento da eficiência no atendimento ao cliente, oferecendo produtos com alta performance. “Para isso, a empresa mantém uma infraestrutura com moderna tecnologia, proporcionando para nossos clientes produtos seguros e com custo adequado”, destaca Ricardo Bellinghini, diretor da Campo Limpo Tampas.

Comentários


menu
menu