Empresa brasileira exporta Caipirinha engarrafada

Caipirinha

A cachaça é conhecida mundialmente e o drinque brasileiro que mais faz sucesso entre no exterior a caipirinha. Agora a bebida pronta é exportada já na garrafa, por conta de uma ideia que surgiu no interior de São Paulo.

A ideia do empresário Paulo Brunholi, CEO do complexo turístico e gastronômico Villa Brunholi, que conta com restaurante, mini fazenda, adega e fabricação de bebidas, levou à mistura dos ingredientes da caipirinha – cachaça, limão e açúcar – para uma garrafa. “O objetivo sempre foi exportar a bebida da mesma forma que bebemos aqui, sem aditivos e conservantes, a Caipirinha Pronta Brunholi só leva três ingredientes, a cachaça, suco de limão e açúcar, então é só colocar gelo e pronto, ela está pronta para o consumo”, explica Brunholi, que também é engenheiro químico.

Segundo o empresário, com a bebida engarrafada fica mais fácil de romper as fronteiras brasileiras, por isso, a exportação da caipirinha já é uma realidade. O drinque já chegou ao Reino Unido e à República Dominica.

“O grande desafio para a produção da caipirinha é a estabilização do limão. Se você cortar um limão e demorar 40 minutos para fazer a caipirinha, já vai sentir o amargor. Conseguimos, por meio de muitos testes e estudos, um processo onde não há oxidação. Assim, ela continua sempre fresca, igual a caipirinha feita na hora”, garante Brunholi.

Comentários


menu
menu