EXCLUSIVO: Verescence agora é Wheaton Brasil

wheaton_logo-1

A Wheaton Brasil, maior vidraria brasileira na área de frascos para perfumaria e medicamentos, informou hoje, com exclusividade para EmbalagemMarca, que acaba de adquirir o controle da operação local da francesa Verescence (antiga SGD), que também se destacava até agora como importante indústria do setor no País.

Renato Massara, diretor comercial da Wheaton, revela que há meses a empresa se preparava para receber em suas instalações de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, a planta da Verescence instalada no bairro da Água Branca, na capital paulista, transformando-se assim “numa das maiores companhias do mundo no fornecimento de embalagens para cosméticos e não menos importante em farmacêuticos”.

O executivo informa que a produção da Verescence – quatro linhas de frascos cosméticos e duas linhas de frascos farmacêuticos – já se encontra em plena atividade na fábrica do ABC. Ressaltou também que, descontados os aspectos logísticos da transferência, a absorção foi relativamente fácil, pois “o espaço útil disponível na planta da Wheaton é duas vezes maior do que o ocupado atualmente”. Informa, finalmente, que os funcionários mais capacitados da empresa adquirida serão aproveitados.

Massara não esconde a satisfação, que diz ser sua e também dos proprietários e demais diretores da companhia, ante essa “demonstração de crescimento e de reforço de sua competitividade”. Mais ainda, registra a importância de ver uma empresa brasileira – que, depois de assumir o controle de sua “mãe”, a Wheaton americana – adquirir o braço local da indústria vidreira francesa que é uma das maiores no ramo em âmbito global.

De origem francesa, a Verescence é a maior fabricante de embalagens de vidros para perfumes do mundo. No Brasil, a empresa tinha a Natura como maior cliente, além de posições fortes no Grupo Boticário e na Avon.

O investimento realizado pela Wheaton apenas para receber as linhas da SGD foi de 45 milhões de reais.

Comentários


menu
menu