Grupo italiano anuncia fábrica de embalagens de insulina em MG

A família italiana Stevanato, uma das maiores fornecedoras mundiais da indústria farmacêutica, anunciou a construção de uma fábrica em Minas Gerais. O plano é que a unidade produza embalagens para insulina para atender ao mercado doméstico e também aos países do Mercosul. A fábrica será em Sete Lagoas e receberá investimento de cerca de 25 milhões de euros.

A expectativa é que a produção dos cartuchos de insulina tenha início no final de 2017. Na semana passada, um dos executivos e herdeiros do fundador esteve na cidade mineira para a cerimônia de lançamento da pedra fundamenta l da obra. O grupo Stevanato, sediado na região italiana de Padova, perto de Veneza, está no negócio de envases de vidro (ampolas, frascos, cartuchos) desde 1949. Hoje, tem entre seus clientes grandes laboratórios, entre os quais a Novo Nordisk, Sanofi, Eli Lilly, AstraZeneca, GlaxoSmithKline, Pfizer e Roche.

A opção do grupo pelo Brasil vinha sendo estimulada por clientes da empresa no país, um deles a Novo Nordisk, que produz insulina na cidade mineira de Montes Claros, e desejava ter um de seus fornecedores chave mais perto de sua fábrica brasileira. Os Stevanato vendem seus vidros para laboratórios o Brasil há alguns anos, mas tudo o que chega ao mercado nacional é importado.

A desvalorização do real favoreceu os planos dos Stevanato de produzir no Brasil porque os produtos importados ficaram muito caros. Com a unidade brasileira, o grupo passará a ter dez fábricas no mundo. As outras estão localizadas na Itália, Eslováquia, Dinamarca, México e China.

(Fonte: Valor Econômico)

Comentários


menu
menu