Alumínio tem bom desempenho em embalagens

Dentre os segmentos de mercado supridos pelo setor de alumínio do Brasil, em 2014 a área de embalagens – que representa 33,4% do total – foi a única que teve crescimento da demanda, com 6,8% em relação ao ano anterior. A informação está contida no recém editado Anuário Estatístico 2014, publicação elaborada pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal), que atribui o avanço ao consumo maior de latas para bebidas em ano de Copa do Mundo no País. Outros números positivos do documento dão conta de que em 2014 o índice de reciclagem de latas de alumínio do Brasil foi de 97,9%, superior ao obtido em países comparados: Japão, 94,7%; Estados Unidos, 69,7%; e Europa (média), 67,0%. A produção de latas no ano atingiu 23,2 bilhões de unidades, o mesmo que em 2013.

Comentários


menu
menu