Vidroporto amplia produção de garrafas com vidro reciclado

A Vidroporto acaba de completar mais uma etapa do processo de modernização com a instalação da sua terceira linha de produção, que consumiu um investimento de 60 milhões de euros. Assim como outros fornos da fábrica, nova planta industrial conta com a retaguarda da primeira usina de beneficiamento de cacos de vidro do país.

Com essa estrutura, a capacidade de produção da indústria, instalada em Porto Ferreira (SP), salta dos 22 milhões de garrafas ao mês para 55 milhões mensais, um aumento de 150%. Todas as embalagens têm em sua composição cerca de 60% de vidro reciclado e 40% de material novo.

Instalada em agosto de 2013, a usina de beneficiamento de caco de vidro da Vidroporto é a primeira usina do gênero totalmente automatizada. Equipada com maquinário importado da Espanha, a usina recupera 100 toneladas de vidro por ano com mais de 99% de pureza.

“A utilização do caco reciclável deixa a indústria do vidro na vanguarda da indústria de embalagens, porque além de reduz a degradação do meio ambiente na utilização de matérias primas virgens, também gera menor consumo de gás natural e energia elétrica, que são os principais insumos da fabricação do vidro”, afirma Edson Rossi, diretor presidente da Vidroporto.

As garrafas descartadas são provenientes de cerca de 60 fornecedores, entre empresas de sucatas, cooperativas de lixo reciclável e catadores independentes. Para garantir mais autossuficiência em matéria-prima, a Vidroporto realiza trabalho de prospecção e coleta de vidro na região de Porto Ferreira com caminhões próprios.

Comentários


menu
menu