PepsiCo reduz utilização de plástico na selagem de embalagens

A PepsiCo reduziu pela metade a quantidade de plástico BOPP usado na selagem das embalagens de snacks e biscoitos de seus produtos, iniciativa que foi implementada em 2013 e que já gerou uma economia de 500 toneladas dessa matéria-prima em quase dois anos.

A partir deste mês, a mudança contempla toda a categoria de snacks da empresa. A linha de produtos Lucky, das marcas Fofura e Torcida, foi a última a absorver esta redução e diminuiu o tamanho das selagens horizontais superior e inferior de 20 para 15 milímetros. Com isso, as embalagens tiveram uma redução total na altura de um centímetro, o que gerará economia de oito toneladas de plástico por ano. Além disso, a medida trará redução de gastos com a compra de material.

“A redução de material usado pelos mordentes, equipamento que faz a selagem das embalagens, foi uma inovação de processo encontrada pela companhia, que representou a minimização de impactos ambientais e também a redução de custos”, explica Camila Feola, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de Embalagens da PepsiCo. Com a economia de material gerada no processo, que diminuiu de 12 para seis milímetros a quantidade de plástico utilizado pelos mordentes, poderiam ser produzidas 20 milhões de embalagens de salgadinhos Ruffles de 100 gramas por ano, por exemplo.

A PepsiCo também trabalha para reduzir o uso de plástico na selagem vertical, que fica no verso da embalagem. O formato com menos plástico passará a ser comercializado pela empresa a partir de fevereiro de 2015, em projeto piloto nas marcas Ruffles e Sensações.

Comentários


menu
menu