Lilly vai ampliar capacidade de fábrica de embalagens no Brasil

A Eli Lilly do Brasil investirá 15 milhões de reais nos próximos dois anos para renovar o setor de embalagens de sua fábrica localizada em São Paulo. Das quatro linhas de produção dessa área, duas serão trocadas até o final de 2014 com a expectativa de preparar a unidade para um incremento na produção e melhorar os sistemas de qualidade, com foco principal no mercado nacional. Atualmente são fabricadas 10 milhões de embalagens por ano. Com a reforma, será possível aumentar a capacidade da fábrica.

Na unidade brasileira são produzidos atualmente os medicamentos Cialis, Evista, Prozac e Zyprexa, tendo todo o processo, do produto à embalagem, realizado localmente. Além disso, a Lilly produz as embalagens do Cymbalta, das insulinas e dos medicamentos oncológicos Alimta e Gemzar. Com o investimento, a unidade passará a ser responsável também pela confecção das embalagens de Livalo (medicamento redutor de colesterol desenvolvido pela japonesa Kowa e comercializado em parceria com a Biolab) e fabricação completa do Cialis Diário.

Com tecnologia avançada, o maquinário novo irá aumentar a produtividade, ampliando, consequentemente, a capacidade de produção, assim como acrescer sofisticação nos sistemas de inspeção e possibilitar a flexibilidade na produção de diferentes formatos de embalagens. Além de novos equipamentos, o investimento prevê melhoria, adaptação e ampliação das instalações e, num segundo momento, a melhora na linha de embalagem de comprimidos e de embalagens secundárias para medicamentos em frascos.

Comentários


menu
menu