Spiltag e Formare fazem acordo para qualificação profissional de jovens

A Spiltag, fabricante de embalagens e frascos especiais, oferecerá a partir de maio cursos de qualificação profissional para jovens de baixa renda em sua unidade industrial de Marília, no interior de São Paulo. A iniciativa é fruto de um acordo firmado entre a empresa e o Formare, projeto social desenvolvido pela Fundação Iochpe que oferece cursos de formação inicial para o mercado de trabalho. Por meio desse acordo, a Spiltag oferecerá em sua unidade industrial um espaço dedicado à qualificação de até 20 estudantes do ensino médio. O curso será gratuito e tem como objetivo preparar jovens para o mercado de trabalho.

Para Isabel Afa, gerente de RH da Spiltag, essa parceria possibilitará incluir muitos jovens no mercado de trabalho por meio da qualificação profissional oferecida pela empresa em seu ambiente de trabalho. A falta de qualificação técnica, que impacta diretamente no nível de ocupação dos empregos, também foi observada por Isabel. Para ela, o diferencial do Formare é a preparação desses jovens alinhada às expectativas do mercado de trabalho. “Realizamos diversos treinamentos em nossa fábrica para suprir a carência técnica de alguns profissionais que recrutamos no mercado. Hoje, por exemplo, estamos enfrentando dificuldade para recrutar operadores e técnicos especialistas em máquinas de injeção e sopro. A falta de qualificação não é um problema apenas da nossa região, é uma realidade constatada em todo o país”, diz a executiva.

O Formare é um projeto social desenvolvido pela Fundação Iochpe, em parceria com empresas de médio e grande porte, que oferece cursos de formação inicial para o mercado de trabalho a uma turma de, em média, 20 jovens de famílias de baixa renda residentes no entorno das empresas. Os cursos são realizados em período integral dentro das empresas, por funcionários que se dispõem, como voluntários, a ministrar as aulas.

Comentários


menu
menu