Logoplaste oferece 175 milhões de euros pela divisão de embalagens da La Seda de Barcelona

O grupo português Logoplaste ofereceu 175 milhões de euros para comprar a divisão de embalagens do grupo químico La Seda, de Barcelona. A notícia foi divulgada pelo jornal espanhol El País, que diz que a proposta da Logoplaste está incluída na documentação que a direção da La Seda remeteu ao Tribunal do Comércio em Barcelona quando solicitou a liquidação.

A proposta inclui uma unidade de produção denominada de APPE com fábricas na Espanha, Reino Unido, França, Alemanha, Turquia, Marrocos e Bélgica, e está avaliada entre 200 a 250 milhões de euros.

A La Seda avançou para um pedido de abertura de liquidação, medida considerada pela administração como a melhor alternativa para a venda dos negócios da empresa, depois de não ter sido encontrado consenso sobre várias decisões de gestão e investimento.

A La Seda também está vendendo os ativos das fábricas de PET. A liquidação da empresa servirá para pagar aos credores, mas a venda das fábricas e negócios não deverá ser suficiente para cobrir toda a dívida. Os ativos estão avaliados em 624,27 milhões de euros, e o passivo ultrapassa os 736,84 milhões de euros, segundo o El País.

A La Seda foi fundada em 1925 e começou por produzir fio de viscose. Liderou o mercado europeu de PET e, nos últimos dez anos, adotou uma estratégia de aquisições para aumentar a capacidade de produção.

A Logoplaste é um dos clientes históricos da La Seda. Tem relações comerciais desde 1991, quando a empresa de Barcelona ainda se chamava Hoechst Fibras.

 

Comentários


menu
menu