Cadbury perde batalha contra Nestlé e tom roxo deixa de ser exclusivo para suas embalagens

A Cadbury, marca da Mondelez International, perdeu o direito exclusivo de utilizar a tradicional cor roxa nas embalagens de suas barras de chocolate depois de uma batalha judicial com a Nestlé que durou cinco anos.

A empresa introduziu pela primeira vez o roxo em seus invólucros em 1914, como homenagem à rainha Victoria. Desde então a cor passou a identificar os produtos da marca nas prateleiras das lojas doces. No entanto, hoje (4/10) a Cadbury perdeu uma batalha jurídica que durou cinco anos com a Nestlé, e o tom de púrpura Pantone 2865c deixou de ser exclusivo da marca.

A decisão anunciada hoje pelo Tribunal de Apelação de Londres surpreendeu a Cadbury, que havia vencido em todas as instâncias anteriores. Um porta-voz da empresa afirmou que “o roxo tem sido usado pela Cadbury há mais de 100 anos, e a cor sempre foi associada com a Cadbury”.

A decisão do tribunal significa que a Nestlé, bem como outros fabricantes de chocolate, poderá usar esse tom específico de roxo em suas embalagens, desde que isso não crie confusão com os produtos da Cadbury. A Nestlé atualmente não usa esse tom em qualquer invólucro de chocolate. A Nestlé informou que é muito cedo para dizer se irá introduzir embalagens roxas em qualquer dos itens da linha de seus produtos. Já a Cadbury disse estar avaliando que ações, incluindo um eventual recurso, poderá tomar no futuro.

A Cadbury havia dado entrada no pedido de registro do tom roxo como uma marca para o seu chocolate em 2004. O pedido foi aceito em 2008, mas a Nestlé se opôs. A Alta Corte do Reino Unido rejeitou o recurso da empresa suíça em outubro passado, o que levou a outro recurso no Tribunal de Apelação do país.

Fontes: Daily Mail e Bloomberg

 

 

 

 

Comentários


menu
menu