Kodak sai da lei de falência dos Estados Unidos

A Kodak anunciou sua saída do Capítulo 11, a Lei de Falências dos Estados Unidos. Com isso, todo o processo de reestruturação da companhia foi finalizado, incluindo a venda de alguns segmentos de negócio.

A Kodak finalizou o processo de reestruturação necessário para saída do Capítulo 11, incluindo a venda de seus negócios de Imagens Personalizadas (Personalized Images) e Document Imaging, negócios estes que foram transferidos para o fundo de pensão pertencente à subsidiária Kodak Reino Unido (UK). A empresa também obteve sucesso ao chegar a um acordo de financiamento de US$ 695 milhões, e, ainda, pagou seus credores e detentores de títulos de alienação secundários, recebendo cerca de US$ 406 milhões em novos investimentos.

“Ressurgimos como uma empresa de tecnologia focada no negócio de imagens e seus mercados, incluindo embalagens, impressão funcional, comunicação gráfica e serviços profissionais”, afirmou Antonio M. Perez, Diretor Executivo e CEO da Kodak. “Nosso portfólio de produtos para impressão offset e híbrida, e nossas soluções de impressão digital, nos permitem ajudar os clientes nessa transição de modo suave, e em seu ritmo”, explicou o executivo.

A Kodak anunciou o cumprimento de seu plano de reorganização sustentada pelo aval da U.S. Bankruptcy Court do Distrito Sul de Nova Iorque. Durante a vigência do plano, todas as ações ordinárias da Kodak emitidas e aquelas em circulação foram canceladas.

A empresa passa a emitir ações de uma nova categoria a seus parceiros e credores, tal como previsto no Plano de Reorganização. A Kodak apresentará essa distribuição de ações até o final de setembro.

 

Comentários


menu
menu