Bioplástico da Basf estreia em embalagens

Lançado há seis anos pela Basf, o Ecovio, plástico biodegradável e compostável derivado do ácido polilático (PLA), insumo de origem vegetal, ganhou seu primeiro uso em embalagens. O material foi adotado na produção das cápsulas do café Beanarella, da suíça Swiss Coffee Company, bem como no envoltório em que conjuntos do produto são comercializados. Segundo a Basf, a cápsula é feita de um grade específico para injeção, “suportando perfeitamente” a alta pressão a que é submetida na máquina de preparo do café. A embalagem secundária flexível, por sua vez, baseia-se numa estrutura multicamadas que apresentaria alta barreira à migração de aromas. Ambos os invólucros são passíveis de compostagem após o uso. Antes desse projeto, o Ecovio vinha sendo basicamente utilizado na produção de sacolas para coleta de resíduos biodegradáveis e de saquinhos para proteção de frutas e vegetais em ambiente rural.

 

Comentários


menu
menu