Grupo MWV (Rigesa) anuncia reestruturação para crescer

O Grupo MWV (MeadWestvaco Corporation), por meio de sua unidade brasileira MWV Rigesa,  divulgou ontem a assinatura do contrato de venda da fábrica de embalagens de papelão ondulado em Feira de Santana (BA) para o Grupo Penha. A transação está sujeita a aprovação do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Segundo Robert Beckler, vice-presidente senior da MWV, Presidente da MWV Rigesa e também responsável pelas demais operações do grupo na América Latina, a transação faz parte do plano de crescimento da empresa no País. “A decisão de vender a unidade de Feira de Santana foi estratégica”, declarou. “Após cuidadosa análise, concluimos que a evolução do mercado na região não daria o suporte econômico e estratégico necessário que a MWV necessita para crescer.” Essa ação de reestruturação, de acordo com o executivo, permitirá à MWV Rigesa concentrar seus recursos nas outras regiões onde possui unidades fabris bem posicionadas para executar sua estratégia de crescimento.

Nos últimos três anos, a MWV Rigesa investiu mais de 1 bilhão de reais em sua plataforma integrada (florestal, papel e embalagens) para expandir o negócio de embalagens de papelão ondulado no Brasil. Esse investimento inclui uma nova fábrica de conversão em Araçatuba, SP, novas impressoras e outros investimentos para modernizar instalações, aumentar a capacidade e elevar ainda mais o patamar de qualidade da empresa.

Comentários


menu
menu