Volkswagen amplia uso de tecidos de PET reciclado

Lançada pela Volkswagen do Brasil, a picape Nova Saveiro 2014 é o primeiro veículo comercial leve do País a utilizar tecidos à base de PET reciclado no revestimento de bancos e interior de portas. Brandidos como uma exclusividade da marca, os tecidos foram desenvolvidos pela montadora e estrearam no mercado nacional no Novo Gol e no Novo Voyage, lançados em julho de 2012.

Segundo a Volkswagen, a iniciativa faz parte do objetivo estratégico de fortalecer a sustentabilidade como princípio de gestão. O tecido à base de PET reciclado garantiria o mesmo conforto, qualidade e resistência que os tecidos sem essa composição utilizados em outros modelos da empresa. O tecido é composto por até 60% de fio reciclado, sendo que sua matéria-prima bruta é fornecida por empresas certificadas por órgãos ambientais internacionais. (Contatada por meio de sua assessoria de imprensa, a montadora não havia identificado as companhias recicladoras até o fechamento deste boletim.)

“O material atende perfeitamente às especificações de aparência e durabilidade exigidas pela Volkswagen, com a vantagem adicional de preservar o meio ambiente”, afirma o gerente executivo de desenvolvimento de carroceria, acabamento, segurança e predições veiculares da montadora, Antonio Carnielli Jr.

A produção dos tecidos à base de PET reciclado tem início com a separação das garrafas plásticas por cores, uma vez que elas interferem no tom do tecido. Em seguida, as peças são limpas e trituradas em grãos, os quais são transformados em fios (matéria-prima para os tecidos). A partir daí, o processo de criação do tecido à base de PET reciclado é o mesmo utilizado na produção de tecidos convencionais.

A fibra de PET reciclado já era aplicada pela indústria automobilística em não-tecidos de revestimentos do assoalho, porta-malas de veículos e cobertura do compartimento de bagagem.

Comentários


menu
menu