Basf renova embalagens de defensivos agrícolas

Após três anos de pesquisas e testes, os defensivos agrícolas da Unidade de Proteção de Cultivos da Basf tiveram suas embalagens reformuladas. Segundo a empresa, a ação tem o objetivo de harmonizar a comunicação de marca em toda a América Latina, bem como aprimorar o manuseio e a segurança dos produtos.

Moldes de novos frascos e bombonas foram desenvolvidos em parcerias com fornecedores, cujos nomes não são divulgados. Os recipientes agora incorporam um novo modelo de tampa, dotada de lacre que, segundo a Basf, proporciona abertura mais fácil.

Caixas de transporte e rótulos agora apresentam novo layout, que procura diferenciar os produtos da linha AgCelence (tecnologia que confere efeito fisiológico às plantas e aumento de produtividade). As caixas de 5 litros e de 10 litros passam a ter furo-alça, para prover praticidade no manuseio por distribuidores e consumidores finais.

“As novas embalagens foram 100% desenvolvidas pela área de embalagens e arte-final da Basf”, conta Heloisa Vieira Fonseca, gerente de embalagens e artes-finais da Unidade de Proteção de Cultivos da Basf para a América Latina e responsável pela iniciativa. Os invólucros foram aprovados pela Marinha e pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

“Até o final de 2013, as novas embalagens estarão disponíveis em toda a América Latina”, diz Juliana Hosken, gerente de comunicação de marketing da Basf para a região.

Comentários


menu
menu