Braskem apresenta soluções inteligentes para embalagens na Interpack 2017

Braskem2A Braskem participa da Interpack, em Düsseldorf, Alemanha, de 4 a 10 de maio, no estande G15 (Hall 9). No evento, a empresa apresenta novas aplicações para o Plástico Verde I’m green, como, por exemplo, a embalagem de café da Peeze e outras para o segmento de personal care, da Speick e L’Erbolario; resina de polipropileno desenvolvida para produção de espumas de alta performance; e pesquisas e avanços na tecnologia para embalagens inteligentes.

O Polietileno Verde I’m green, produzido a partir da cana-de-açúcar, tem como diferencial contribuir para a redução da emissão dos gases do efeito estufa na atmosfera, já que captura gás carbônico durante o seu processo produtivo. Recente atualização de estudo sobre Avaliação de Ciclo de Vida (ACV) do Plástico Verde, focado na fase agrícola, aponta reduções de impactos e melhorias nos processos. Com isso, foi registrado um aumento na captura de carbono na comparação com a medição anterior.

“O Plástico Verde é resultado de um projeto de pesquisa e desenvolvimento que recebeu cerca de US$ 300 milhões em investimentos e envolvimento de diversas pessoas. Atualmente o biopolímero é exportado para Europa, EUA, Ásia, África e América do Sul e mais de 150 marcas o utilizam ao redor do mundo. Para a Braskem, participar da principal feira mundial de embalagens é uma oportunidade para reforçar a nossa presença global”, afirma Gustavo Sergi, responsável pelo Negócio de Químicos Renováveis da Braskem.

A petroquímica apresenta também a sua marca Amppleo, resina de polipropileno com propriedades de High Melt Strength. O produto foi desenvolvido para a produção de espumas de alta performance e versáteis para aplicação nos mercados de embalagens, industrial e automotivo.

A resina é capaz de suportar temperaturas de até 130°C sem deformar e possibilita a fabricação de espumas com ampla versatilidade de aplicações dentro de uma grande escala de densidade, que pode ir de 30 kg a 300 kg por metro cúbico, apresentando redução de peso frente a outros materiais e um excelente isolamento térmico e acústico. Além disso, o material pode ser totalmente reciclado.

Outro destaque para a edição deste ano ficará por conta dos avanços em pesquisas de embalagens inteligentes, que poderão avisar o consumidor, por meio da mudança de cor, a qualidade e o estado de conservação de produtos variados, de alimentos a cosméticos. A Braskem, em parceria com a Universidade norte-americana de Clemson e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), no Brasil, trabalha no desenvolvimento desta tecnologia.

Comentários


menu
menu