Anvisa propõe novos alertas nas embalagens dos cigarros

Anvisa-cigarro

A Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa) prôpos mensagens mais diretas para as embalagens de cigarros para alertar sobre os malefícios do tabaco.

A mudança e as regras sobre pontos de venda do produto estão em consulta pública até o dia 26 deste mês. Para os pontos de venda, a proposta da Anvisa inclui proibição de associação do cigarro a êxito sexual, à prática de esportes desportiva e atribuição de propriedades calmantes, entre outros.

“Você brocha e fica impotente consumindo esse produto” e “Você morre de câncer de pulmão e enfisema consumindo este produto” são algumas das frases propostas.

Imagens de problemas decorrentes do tabagismo vêm sendo utilizadas em maços de cigarro no Brasil desde 2001. Os nove modelos de advertência usados atualmente nos maços estão vigentes desde 2013 e incluem alertas como “Fumaça Tóxica”, “Impotência”, “Gangrena” e “Infarto”.

No ano passado, os maços de cigarro passaram a conter também uma advertência na parte da frente, além da foto na parte de trás.

A Anvisa propôs nove modelos de advertências:

– Você envelhece precocemente consumindo este produto.

– Você, grávida, corre o risco de ter um parto prematuro, perder o bebê e até morrer, consumindo este produto.

– Você morre de câncer de pulmão e enfisema consumindo este produto.

– Você brocha e fica impotente consumindo este produto.

– Você sofre o risco de trombose consumindo este produto.

– Você tem câncer na boca, língua e esôfago consumindo este produto.

– Você afasta as pessoas consumindo este produto.

– Você destrói a saúde de quem está ao seu lado consumindo este produto.

– Você perde a sua liberdade ao depender da nicotina consumindo este produto.

Comentários


menu
menu