Pesquisa indica que consumidor nos EUA quer embalagens transparentes para alimentos

Milliken Transparente (600 x 400)

A Milliken, empresa global de especialidades químicas, realizou uma pesquisa nos EUA em conjunto com instituto de pesquisa especializado em hábitos de consumo, ouvindo consumidores entre 25 e 64 anos de refeições prontas e pré-preparadas. A pesquisa de caráter qualitativo constatou que os norte-americanos, homens e mulheres, estão exigindo que as embalagens sejam transparentes e em condições para serem aquecidas, reaquecidas ou levadas ao micro-ondas.

Embalagens transparentes permitem que o consumidor possa verificar ainda nas gôndolas dos supermercados ou das lojas de conveniência o aspecto geral dos ingredientes das refeições prontas ou semiprontas. Segundo a pesquisa, há ainda uma “necessidade emergente” demonstrada pelos pesquisados de que essa alimentação seja “conveniente”, “rápida” e “saudável”. Isso importa diretamente na qualidade e segurança da embalagem, pois terá de resistir pelos caminhos percorridos entre o freezer, a sacola (para a casa ou para o trabalho) e o fogão (ou micro-ondas).

Para a Milliken, essas informações são de fundamental importância porque fabrica um dos mais inovadores itens para a indústria da embalagem: o clarificante concentrado NX UltraClear. “Esse produto é capaz de superar o tradicional aspecto translúcido dos materiais plásticos confeccionados em polipropileno (PP) em embalagens termoformadas (moldadas em altas temperaturas), criando uma transparência similar àquela do polietileno tereftalato (PET) e do poliestireno (PS), mas com benefícios ambientais e de desempenho do material. O PP consome menos energia durante sua produção, produz menor volume de resíduos e tem alta resistência ao calor, por exemplo”, esclarece Edmar Nogueira, gerente técnico da Milliken.

Além disso, o PP processado com o NXUltraClear é adequado para o uso em forno micro-ondas, acondicionamento de comidas quentes, tem em média 18% a menos de peso em relação a outros materiais, é de fácil vedação e apresenta grande resistência.

Os dados levantados pela pesquisa indicam que compradores eram “significativamente mais propensos” (65% dos pesquisados) a escolher a embalagem transparente em comparação a uma opaca (35%) durante a experiência de compra. Mais do que isso, 61% estariam dispostos a pagarem até quinze centavos de dólar a mais por uma embalagem transparente e 59% desembolsariam o mesmo valor por recipientes para micro-ondas.

Comentários


menu
menu