Com “receita brasileira”, saquê é acondicionado em garrafa de cerveja

neko

O Neko Sake foi criado para agradar o paladar brasileiro. Ele é uma variação do saquê, tradicional bebida japonesa, com pequenas mudanças.

A primeira delas é a embalagem. O Neko é acondicionado em uma garrafa de 600 mililitros de cor âmbar, utilizada para o envase de cervejas.

Produzido em Hokkaido, na região de Sapporo, no norte do país, está sendo trazido ao Brasil por Kei Nakajima. Kei trabalhou por seis anos como consultora de marcas de saquê, até que resolveu criar seu próprio rótulo. A oportunidade apareceu: no Japão, vários produtores artesanais estavam fechando as portas por causa da queda da demanda e, no Brasil, um mercado potencial, com garrafas importadas caras demais e saquês nacionais muito diferentes daqueles de que gostava.

O Neko Sake tem graduação +2 de Nihonshudo. Nesta escala, os números mais altos são bebidas mais secas e menos doces. A bebida, portanto, segue a linha de um saquê adocicado menos seco.

“Pensamos em uma bebida que agrade o paladar daqui, para ser tomada fria, que seja versátil na harmonização e que possa ser usada em drinques”, diz Kei.

A bebida é importada a granel (em contêineres) e o envase é feito no Brasil, para diminuir custos ao máximo.

Para decorar as garrafas de cerveja brasileiras, o rótulo desenhado por uma amiga traz a figura de uma gatinha, significado da palavra neko, apelido de Kei.

Comentários


menu
menu