É pau, é pedra, é “um milhão de caminhos…”

 

Por Rogério Oliveira*

Granito rústico é o destaque do perfume Coeur de Musc, da Maison Icens

Granito rústico é o destaque do perfume Coeur de Musc, da Maison Icens

Diferentemente do que diz a famosa canção de Tom Jobim, o fim do caminho não existe quando nos referimos à disponibilidade de materiais de embalagem. Graças ao atual estado da arte da engenharia dos materiais, virtualmente qualquer coisa pode ser utilizada como elemento técnico, inspirador ou criativo pelos designers de embalagem.

Vejamos por exemplo a fragrância Coeur de Musc, lançado em 2016 pela empresa francesa Maison Incens. A embalagem do produto utiliza de forma inédita o granito rústico como material decorativo e de identidade de marca! Sim, aquele granito que você utiliza em pias de cozinha foi aplicado em uma embalagem! Uma fina camada da pedra foi colocada sobre um substrato e este foi aplicado sobre o frasco de vidro. O uso dessa decoração impede que existam dois frascos iguais, já que cada “recorte” da pedra formará um padrão único e exclusivo para cada unidade do produto.

Alexa Lixfeld levou concreto para as tampas de suas fragrâncias

Alexa Lixfeld levou concreto para as tampas de suas fragrâncias

Um outro produto de perfumaria que utilizou um material inusitado para este mercado é o conjunto de perfumes de Alexa Lixfeld, uma ex-modelo que se tornou uma talentosa artista plástica, que em seu estúdio na Alemanha faz vários trabalhos utilizando os mais diversos materiais, entre eles tecido, vidro e madeira.

Alexa utilizou concreto pigmentado em três diferentes cores como material para a tampa das variantes da fragrância que leva o seu nome. Assim como no exemplo anterior, é impossível ter duas tampas com o mesmo padrão estético devido à natureza do processo de produção das peças, e esse era o resultado esperado.

Issey Miyake recorreu à madeira para o acabamento da embalagem

Issey Miyake recorreu à madeira para o acabamento da embalagem

A madeira também é um material que já foi bastante utilizado em embalagens de perfumes. As questões ambientais já estão bem equalizadas e a madeira reapareceu nos últimos anos como material de embalagem viável. O uso mais emblemático de madeira em embalagens de perfume é a edição L’Eau d’Issey pour Homme Edition Bois, de Issey Miyake, que reproduziu em madeira o frasco de vidro das outras edições do perfume.

Thierry Mugler também apostou na madeira nas embalagens de A*Men

Thierry Mugler também apostou na madeira nas embalagens de A*Men

Thierry Mugler também utilizou madeira em sua versão Pure Wood da fragrância A*Men, de 2014, com um grau acima de dificuldade técnica,pois a embalagem previa um spraycap.

A abordagem de John Varvatos para o produto Artisan utiliza palha aplicada de diversas maneiras e em diversas cores nas suas versões da fragrância Artisan.

Já a borracha e seus similares também deixaram o interior das peças técnicas com pumps e válvulas, onde são comumente utilizados como elemento de vedação, e foram utilizados como elemento de design em embalagens. O perfume Swiss Unlimited, da Victorinox, revestiu totalmente seu frasco de vidro com uma capa composta de

John Varvatos utiliza palha nos frascos de Artisan

John Varvatos utiliza palha nos frascos de Artisan

borracha e outros elementos sintéticos, o que também permitiu o uso de refil para o produto, em uma demonstração interessante de como design e desenvolvimento de embalagem contribuem para o alinhamento estético e a comunicação dos valores da marca.

Borracha reveste o frasco de Swiss Unlimited, da Victorinox

Borracha reveste o frasco de Swiss Unlimited, da Victorinox

O destaque nacional no uso de materiais não usuais vai para a fragrância brasileiríssima Exuberánce, de O Boticário. Na época do seu lançamento, ainda no século passado, utilizava vidro opaline branco e tampa de pedra sabão! Um luxo estético e um desafio técnico enorme, já que as tampas eram torneadas individualmente até que tomassem o formato que já pode ser considerado icônico das ânforas da marca.

Com frasco de vidro opaline branco, Exuberance, de O Boticário, tinha tampa de pedra sabão

Com frasco de vidro opaline branco, Exuberance, de O Boticário, tinha tampa de pedra sabão

Claro que todos esses produtos também utilizam metal das mais diversas formas, seja na sua aplicação mais comum, como coberturas de atuadores e caches, mas também como elemento decorativo, como no próprio Couer de Musc, que utiliza placas de metal coladas no vidro como lettering, e papel, utilizado em cartuchos de forma geral.

O objetivo deste artigo é demonstrar que o limite para o uso inteligente e diferenciado dos materiais simplesmente não existe. Se existe, ele está somente na falta de ousadia das empresas, que na maioria das vezes confunde produtividade com engessamento dos processos fabris, não se permitindo ousar e abrir caminho para a inovação.

 

Para saber mais:

www.arganes.com/maison-incens/produit/coeur-de-oud-extrait-de-parfum-50ml-copier-copier/

www.fragrantica.com/news/Esxence-2016-Coeur-de-Parfums-by-Maison-Incens-7733.html

packbyday.blogspot.com.br/2010/04/exuberance-o-boticario.html

packbyday.blogspot.com.br/2009/11/alexa-lixfeld-eau-de-parfum.html

www.alexalixfeld.com/about/

 

 

* Rogério Oliveira é antes de tudo um curioso por embalagem e também designer com mais de vinte anos de experiência em design e desenvolvimento de embalagens para perfumes e cosméticos. É editor do blog Packbyday: packbyday.blogspot.com

* Rogério Oliveira é antes de tudo um curioso por embalagem e também designer com mais de vinte anos de experiência em design e desenvolvimento de embalagens para perfumes e cosméticos. É editor do blog Packbyday: packbyday.blogspot.com

 

 

Comentários


menu
menu