Transformações que evidenciam o que não muda

Site2Há dezessete anos, quando a revista EmbalagemMarca foi lançada, a internet dava seus primeiros passos no Brasil. Era o tempo (acreditem aqueles que são novos o suficiente para não ter vivenciado isso) em que os acessos eram feitos por linha discada, muitas vezes com modems externos e via BBS (Bulletin Board System, uma espécie de etapa intermediária para que o usuário se conectasse à grande rede mundial). Nesse tempo nem tão distante, mas que parece uma outra era, EmbalagemMarca dava seus primeiros passos no mundo online, com um site simples, mas que já se destacava pela agilidade com que as informações eram atualizadas — quase diariamente.

De lá para cá, a tecnologia avançou muito, e os hábitos de consumo de conteúdo online evoluíram radicalmente. As pessoas pararam de “entrar na internet” (como se falava em 1999) e se tornaram diuturnamente conectadas. Os sites deixaram de ser exibidos nos monitores de tubo e invadiram os smartphones, fazendo com que os acessos saíssem do espaço restrito dos escritórios e casas para qualquer lugar – e a qualquer hora. As conexões discadas perderam espaço para a banda larga, e a velocidade de acesso teve um crescimento exponencial.

Nesse contexto em constante mutação, o volume de informações disponíveis explodiu. Hoje, encontram-se referências sobre quase todos os assuntos na internet, com maciço crescimento do uso de vídeos e algoritmos de busca cada vez mais inteligentes. Isso fez com que a habilidade de “saber buscar” se tornasse quase tão importante quanto o ato de “saber”.

Essas mudanças todas tornaram evidente, contudo, o que não se alterou nesse período: a necessidade de se ter fontes confiáveis de informação. Quando há um sem-número de resultados para uma simples busca e pouco tempo para se separar o joio do trigo, existem basicamente duas opções: confiar na fonte da informação ou dar uma olhada nos primeiros resultados do Google (cujo algoritmo, faça-se justiça, já realiza uma primeira e boa triagem).

O site da revista EmbalagemMarca procurou, ao longo dos anos, acompanhar essas transformações. Foram algumas mudanças (umas mais profundas, outras mais alegóricas), mas sempre com a preocupação de dar aos nossos leitores a certeza de que o que se publicava em nosso site (e posteriormente nas redes sociais) tinha sido previamente analisado por profissionais que conhecem e entendem de embalagem.

Para comemorar o aniversário da publicação, uma nova mudança foi feita. Quando esta revista estiver sendo lida, o novo site de EmbalagemMarca já estará no ar. Mais ágil, mais organizada e mais fácil de navegar, a nova página da revista passará a priorizar, cada vez mais, conteúdo exclusivo. Novas possibilidades comerciais também estão sendo criadas, na trilha do que estão fazendo os grandes geradores de conteúdo ao redor do mundo. Tudo para facilitar a vida do profissional de embalagem. Na busca por informações, ter confiança na fonte é, sem dúvida, garantia de economia de tempo e de segurança na tomada de decisões.

Comentários


menu
menu