Por que Desenvolvimento de Embalagens?

Por Rogério Oliveira *

* Rogerio Oliveira é designer com mais de 20 anos de experiência em design e desenvolvimento de embalagens para perfumes e cosméticos. É curioso sobre embalagens de perfume do mundo todo e editor do blog Packbyday!

* Rogerio Oliveira é designer com mais de 20 anos de experiência em design e desenvolvimento de embalagens para perfumes e cosméticos. É curioso sobre embalagens de perfume do mundo todo e editor do blog Packbyday!

Por que uma empresa escolheria ter, dentro da sua estrutura industrial, de desenvolvimento e de custos, um departamento de desenvolvimento de embalagens, com bons profissionais muitas vezes difíceis de contratar, visto que há uma larga oferta de serviços nesta área?

Primeiro, é preciso aceitar que poucas empresas entendem o papel estratégico que a embalagem tem em negócio. Não quero aqui discorrer sobre mix de marketing, pois este é assunto para um outro tipo de artigo, porém, ao contrário do que o senso comum possa indicar, a embalagem desempenha um papel muito maior do que ser componente dos famosos 4 “P’s”do marketing.

Segundo, desenvolvimento de embalagem é uma atividade multidisciplinar, e por isso é muitas vezes confundida com outras atividades corporativas. Ora está no marketing, ora na engenharia, mas seu lugar de direito é no desenvolvimento de novos produtos.

Para se tornar um bom profissional de embalagem, é necessária uma vivência que não é ensinada nos cursos regulares existentes no Brasil ou no mundo. Os melhores profissionais de embalagem são forjados no exercício da sua função, na troca de informações com os fornecedores e com consumidores, acompanhando o chão da fábrica, prototipando soluções que melhorem o desempenho das linhas de produção durante o envase e resolvendo toda a sorte de problemas que aparecem durante o ciclo de vida dos produtos. Este é o principal diferencial competitivo das empresas que possuem um departamento de desenvolvimento de embalagem integrado às atividades de desenvolvimento de produto.

O conhecimento da realidade da empresa, desde as necessidades do consumidor que normalmente são mapeadas pelo marketing, o domínio dos processos de desenvolvimento interno e externo dos produtos e das embalagens até as limitações fabris da empresa fazem com que este profissional possa capturar de forma muito mais eficiente as oportunidades de melhorias existentes, transformando-as em reduções de custo e desperdício, além de possibilitar otimizações no produto como um todo. O resultado prático para a empresa é a competitividade tão necessária atualmente para o seu produto no mercado.

Empresas conscientes da relevância estratégica da embalagem para o negócio entendem a necessidade de se ter e manter este conhecimento e habilidades dentro da empresa. Contribuições externas, como as oferecidas pelas agências de criação e design são sempre bem vindas e permitem a oxigenação e reciclagem dos profissionais.

Um bom departamento de desenvolvimento de embalagem idealmente deve criar, estimular e manter uma rede colaborativa formada por fornecedores (internos e externos), concorrentes , agências de design e publicidade e principalmente estar atento aos movimentos tecnológicos a às manifestações do mercado. Afinal, como a maioria das atividades, o desenvolvimento de embalagem acontece coletivamente e colaborativamente.

Comentários


menu
menu