Fernando Musa é indicado novo presidente da Braskem

A Braskem, líder na produção de resinas plásticas nas Américas, dentro do seu plano de sucessão empresarial, anuncia a indicação de Fernando Musa como novo presidente em substituição a Carlos Fadigas. A mudança ocorre depois da conclusão de uma etapa importante na internacionalização da empresa, com a entrada em operação do Complexo Petroquímico no México, onde foram investidos cerca de US$ 5 bilhões.

Carlos Fadigas continuará com atividades no Grupo Odebrecht, em apoio ao novo ciclo de internacionalização da Braskem. Durante a liderança de Fadigas ao longo dos últimos cinco anos, a Braskem iniciou suas operações industriais na Europa, conquistou a liderança do mercado norte-americano de polipropileno e concluiu o maior investimento de sua história no México. A Companhia consolidou a posição de sexta maior produtora de resinas plásticas do mundo, alcançando EBITDA recorde de R$ 9,4 bilhões em 2015.

Fernando Musa é graduado em engenharia mecânica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e tem MBA pelo Insead, na França. Atuou em diversas empresas como McKinsey, Editora Abril e Monitor Group.

Musa ingressou na companhia em 2010 como vice-presidente da área de Planejamento Estratégico. Desde março de 2012, ocupava a presidência da Braskem America, unidade responsável pelos negócios da Braskem nos Estados Unidos e na Europa. Durante a sua gestão, a Braskem integrou os ativos adquiridos da Sunoco e Dow e iniciou importantes projetos estratégicos para o fortalecimento da presença da Companhia nos EUA. A experiência internacional de Musa nos últimos anos foi fundamental para a sua indicação como o novo líder da Braskem no próximo ciclo de crescimento.

“Uma das minhas prioridades será aprofundar a bem sucedida estratégia de crescimento e internacionalização, reforçando a competitividade em todas as nossas operações e buscando novas oportunidades de investimento no Brasil e no exterior”, diz Fernando Musa.

A nomeação de Fernando Musa será submetida ao Conselho de Administração da Braskem.

Comentários


menu
menu