De olho no mercado sul-americano, Amcor adquire a Alusa

A Amcor, multinacional australiana de atuação diversificada em embalagens, anunciou ter chegado a um acordo para adquirir a Alusa, um dos principais players em embalagens flexíveis na América do Sul. O valor do negócio deve alcançar 435 milhões de dólares.

De origem chilena, a Alusa possui quatro fábricas, sendo capacitada para extrusão, laminação e impressão de filmes por meio de flexografia e rotogravura. É a maior fabricante de embalagens flexíveis do Chile e do Peru, onde atua por meio da Peruplast. Detém, ainda, participação expressiva na Argentina e na Colômbia, países em que controla, respectivamente, a Aluflex e a Flexa. No Brasil, tem escritório comercial em São Paulo.

A tacada integra um plano da Amcor de ampliar as atividades em flexíveis nas Américas. Recentemente, a companhia australiana concluiu a compra da Deluxe Packages, dos Estados Unidos. Com as aquisições, a previsão é de que as vendas na região atinjam 1 bilhão de dólares já em 2017.

“A Alusa tem uma equipe de gestão forte e proporciona uma plataforma única numa região de crescimento importante”, afirma Ron Delia, diretor geral da Amcor. “Um grande número de nossos clientes multinacionais opera na América do Sul, e a aquisição aprimora significativamente nossa condição de apoiar suas necessidades.”

A aquisição está sujeita à aprovação dos acionistas da Techpack, empresa dona da Alusa ao lado do fundo de capital privado Nexus Private Equity, bem como à aprovação pelas autoridades reguladoras competentes. A conclusão está prevista para os próximos meses.

 

Comentários


menu
menu