Fabricante de refrigerantes divulga percentual de impostos no rótulo

A fabricante de refrigerantes mineira Frutty passou a informar nos rótulos de suas garrafas o percentual de tributos cobrados sobre a bebida. Segundo a empresa, 46,78% do preço cobrado dos consumidores são destinados a impostos e contribuições. A Frutty diz que a informação no rótulo tem como objetivo conscientizar os consumidores.

A medida foi tomada após o governo revogar o subsídio de 50% do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) concedido aos refrigerantes que contêm suco de fruta natural. O diretor da empresa, Rogério Vilela, informou que o subsídio existe desde a década de 1980 e que os consumidores precisavam saber por quais motivos o valor do produto iria praticamente dobrar.

A Frutty realizou uma pesquisa com consumidores para contabilizar quanto deles sabiam de quanto era a carga tributária dos refrigerantes. Segundo Vilela, nenhum dos entrevistados soube informar o valor dos impostos cobrados.

No último dia 13, foi o Congresso aprovou projeto de lei que exige nas notas fiscais a divulgação dos tributos pagos pelos consumidores. A matéria aguarda sanção da presidente Dilma Roussef.

 

Comentários


menu
menu