Nadir Figueiredo comemora centenário

A Nadir Figueiredo completa hoje seu centenário. A empresa foi fundada no dia 30 de agosto de 1912 por Nadir Dias de Figueiredo. Só que Nadir, no início, nem pensava em produzir embalagens de vidro. A companhia iniciou suas atividades no Largo da Liberdade, em São Paulo, como uma oficina de máquinas de escrever. Em 1913, já com o irmão de Nadir, Morvan, como sócio, a empresa passou a produzir artigos de iluminação e aparelhos elétricos. Na época, a energia elétrica começava a substituir a iluminação a gás e em 1919 a Nadir diversifica suas atividades, passando a produzir postes para iluminação pública e artigos de iluminação para a rede ferroviária. Em 1919, o outro irmão, Zely, já fazia parte da sociedade.

Em 1932, com a Revolução Constitucionalista, a Nadir Figueiredo suspendeu suas atividades. No fim do conflito, a sociedade ganha mais um integrante: Francisco Gregório Spino.

Foi então que a Nadir Figueiredo entrou para o negócio do vidro, com a compra de um fabricante de globos que estava falido. No final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, Nadir Dias de Figueiredo traz do exterior a mais avançada tecnologia de produção de vidro,  até então inédita no Brasil.

A nova fábrica, construída na avenida Morvan Dias de Figueiredo, passa a produzir utensílios domésticos de vidro. Em 1947, começa a fabricar seu produto de maior sucesso, o copo americano. Na década de 1950, a Nadir introduziu o conceito de copo como embalagem, inicialmente para geleias, que mais tarde fizeram sucesso com requeijões.

Hoje, a empresa produz, além de utensílios domésticos, como pratos, copos e jarras, dezenas de embalagens de vidro.

Comentários


menu
menu