Camisaria leva literatura de cordel para embalagens

A camisaria Conto Figueira inova mais uma vez nas embalagens de seus produtos. A empresa, que apresenta suas camisas em caixas de madeira produzidas manualmente, agora leva a literatura de cordel para as embalagens – também de madeira – de sua nova coleção.

O texto no canto inferior esquerdo das caixas foi criado pela Conto e é parte de um Cordel maior, onde são narrados acontecimentos que norteiam a história da nova campanha da marca. No lado direito da embalagem há uma figura que, segundo a empresa, “é dúbia, pois pode ser considerada ao mesmo tempo a religiosidade incrustada em todas estas histórias populares ou simplesmente um Santinho do Pau Oco”. A caixa é fechada com duas fitas negras finas, para remeter não só aos varais usados no cordel, mas também para aproximar o produto ainda mais de uma produção manual.

Comentários


menu
menu