DuPont inaugura centro de inovação e colaboração científica

A DuPont inaugurou hoje (20/3) seu Centro de Inovação Brasil em Paulínia, no interior de São Paulo. Fruto de investimentos de 11 milhões de dólares, o Centro consiste em um prédio localizado próximo ao Centro de Inovação e Tecnologia inaugurado no mesmo local em 2009.

O objetivo do novo espaço, nas palavras do presidente da DuPont para a América Latina, Eduardo Wanick, “é fomentar a colaboração com outras empresas, clientes, universidades e governo”. O executivo ressaltou ainda que a iniciativa reafirma o investimento da empresa americana em pesquisa e desenvolvimento no País, lembrando o baixíssimo número da produção de patentes originadas no Brasil em comparação com outros países.

O Centro de Inovação Brasil será importante para a geração, seleção e colaboração de ideias. O espaço conta com duas salas principais. Uma delas tem o intuito de abrigar reuniões criativas e colaborações, e mostra aplicações dos principais produtos desenvolvidos pela DuPont – entre eles as resinas Surlyn, utilizada na moldagem de recipientes e tampas, e Bynel e Fusabond, utilizadas em estruturas de embalagens flexíveis multicamadas. A outra se destina a videoconferências que, segundo a empresa, permitirão trocas, em tempo real, de experiências e ideias entre uma rede de 9 500 cientistas, químicos e engenheiros que a empresa mantém em seus 150 Centros de Tecnologia situados em diferentes regiões do planeta.

O Brasil é o sétimo país do mundo a receber da DuPont um centro de inovação local nos mesmos moldes, depois de Japão, México, Tailândia, Coreia do Sul, Taiwan e Índia. O País tem grande importância para os negócios da empresa: em 2011, a subsidiária brasileira registrou 2,4 bilhões de dólares em vendas, o que representou 50% do faturamento total da DuPont na América Latina.

 

Comentários


menu
menu