Produção da indústria do plástico cai 1,5% em 2011

A produção física da indústria do plástico caiu1,5% em 2011, de acordo com balanço anual divulgado hoje pela Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast). Foram produzidos 5,9 milhões em 2011 de toneladas em 2011 contra 6 milhões em 2010. “A expectativa é de que esse indicador suba para 2% no acumulado de 2012, porém apenas mantendo o crescimento registrado no ano passado”, afirma José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Abiplast.

O levantamento apontou um aumento de 2% nas exportações dos produtos transformados plásticos de 2010 para 2011, enquanto as importações cresceram 20%. “O grande vilão de nossa indústria é o valor dos insumos, em especial das resinas, pelas quais pagamos mais caro do que nossos concorrentes. Além disso, há a excessiva carga tributária, o câmbio desfavorável e os juros muito altos, a despeito da retração para 11% da Selic, que acaba de ser anunciada pelo Copom. Estamos perdendo mercado e teremos mais dificuldades de exportar, não só pela baixa competitividade endêmica do Brasil, como pela retração econômica mundial”, explica Roriz.

O estudo apresentou, ainda, aumento na demanda nacional por produtos transformados, que saltou de 48 bilhões para 52 bilhões em 2011, crescimento de 6,4% em relação a 2010. Porém, esse aumento está sendo suprido pela importação.

Apesar da queda da competitividade nacional, a indústria do plástico mantém-se, em 2011, como o terceiro maior setor empregador industrial do Brasil. São 357 mil empregados no ano, contra 347 mil em 2010, representando um crescimento de 3%.

Comentários


menu
menu