Brasilata é premiada no Cans of the Year 2011

Desenvolvido pela Brasilata, o Barricaço conquistou o prêmio máximo (Ouro) na categoria General Line da edição 2011 do Cans of The Year Awards, prêmio para a indústria mundial de latas de aço e de alumínio realizado anualmente pelo boletim britânico The Canmaker. O anúncio foi feito no dia 29 de setembro último, durante cerimônia realizada em Istambul, na Turquia.

Lançado para a massa corrida de última geração Super Leve, produto da Anjo Tintas e Solventes, de Santa Catarina, o Barricaço visa concorrer com as barricas de papelão utilizadas por marcas de massas acrílicas. Sobressai por ser confeccionado a partir de folha de aço de espessura 0,22mm, contra 0,34mm dos baldes de aço convencionais. A economia de material resulta em redução de mais de 35% no peso da embalagem e em preço mais competitivo.

O desempenho das vendas da massa corrida Super Leve na embalagem Barricaço superou as expectativas da empresa Anjo Tintas e Solventes, informa o diretor executivo da Unidade Revenda, Vaty Colombo. No bimestre agosto e setembro, 97% das vendas da Super Leve ocorreram nessa apresentação de embalagem. Desde o lançamento da Super Leve, em junho deste ano, a empresa registra aumento de 36% nas vendas deste segmento de revestimentos imobiliários.

“O Barricaço de 14 litros de massa corrida Super Leve rende 40 a 60 metros quadrados por demão, equivalente a uma lata de 18 litros de massa corrida”, afirma Colombo. O executivo destaca que, por ser um produto de alta tecnologia, a Super Leve reduz o tempo de aplicação, é mais fácil de lixar e forma menos pó do que a massa corrida convencional.

Para compensar a redução de espessura e aumentar a resistência a quedas, a Brasilata desenvolveu frisos inferiores na embalagem. Por ser uma embalagem rígida, o Barricaço não estufa, não absorve a umidade durante todo o ciclo de uso da massa corrida. Facilita ainda o total aproveitamento do produto pastoso e permite envase rápido nas fábricas.

Lata do ano é japonesa

O prêmio de lata do ano do Cans of The Year ficou com a lata do café pronto Birdy (veja foto abaixo), comercializado na Tailândia pela Ajinomoto. A embalagem é produzida pela japonesa Toyo Seikan Kaisha a partir de folha de aço revestida com filme de poliéster (PET) e técnicas de transformação que reduzem significativamente o impacto ambiental.

O sistema empregado para a formação da lata é uma versão a seco do DWI (drawn and wall ironed), tradicional método de formação de latas metálicas. O novo sistema requer menos uso de lubrificantes, agentes químicos de lavagem e revestimentos internos, além de não gerar água residual.

Comparada às latas dos cafés prontos enlatados vendidos no mercado asiático, a lata do Birdy é 30% mais leve.

O Cans of The Year distribuiu ainda prêmios em outras nove categorias. Veja aqui a lista completa dos ganhadores.

Comentários


menu
menu