Aurora leva Sangue de Boi e Mosteiro para bag-in-box

Os tradicionais vinhos Sangue de Boi e Mosteiro, da Cooperativa Vinícola Aurora, ganham nova opção de embalagem: bag-in-box de 3 litros. A embalagem, cuja tradução para o português seria algo como “saco na caixa”, consiste em uma bolsa de filme laminado ou transparente de poliéster ou nylon que, fechada a vácuo, permite que o vinho seja retirado por meio de uma torneira com válvula que impede a entrada de ar. O conjunto é acondicionado dentro de uma caixa de papelão, que protege o conteúdo da luz, de atritos e furos, e oferece espaço para publicidade da marca no ponto de venda.

O recipiente é comum nos países do norte da Europa e na Austrália, onde chega a representar 50% do volume de vinho vendido. É econômico, mais fácil de transportar e mantém a bebida gelada por mais tempo. Além disso, preserva o sabor do vinho mesmo após aberto, sem sintomas de oxidação, por não entrar em contacto com o ar. Os principais fornecedores de bag-in-box reivindicam uma conservação por 30 dias depois de abertos. Trata-se de uma solução adequada a quem consome vinho de forma ocasional ou para restaurantes e bares que servem a bebida em taças.

 

Comentários


menu
menu