Faturamento da indústria do plástico cresce 17% em 2010

O faturamento da indústria brasileira de transformação do plástico em 2010 teve alta de 17% em relação a 2009, estimulado pelo consumo interno. O faturamento subiu de 35 bilhões de reais para 41 bilhões de reais. Os dados são da  Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast). Segundo a entidade, foram transformadas 5,9 milhões de toneladas de resinas termoplásticas no ano passado, ante 4,9 milhões em 2009, significando expansão de 20%.

O consumo aparente (vendas internas mais importações) totalizou 6,2 milhões de toneladas de transformados plásticos, alta de 20% em relação ao ano anterior. Os setores que mais impulsionaram a demanda foram o alimentício, a construção civil e o de embalagens.

Do total consumido no País, cerca de 10% foram supridos pelas importações. Em 2010, o mercado importou 616 mil toneladas de transformados plásticos, enquanto as exportações somaram 310 mil toneladas. O déficit da balança comercial passou de 189 mil toneladas em 2009 para 306 mil toneladas em 2010.

Apesar da alta das importações, as perspectivas para o setor são positivas para 2011. O consumo aparente em 2011 deverá ser de 6,4 milhões toneladas. O faturamento deve recuar um pouco. A projeção da Abiplast aponta para um pouco mais de 35 bilhões de reais. As importações também deverão continuar crescendo, podendo ficar no patamar de 700 mil toneladas neste ano.

“Assim que os empresários perceberem uma melhora da situação do câmbio e um cenário mais estável, os investimentos vão crescer mais no setor de plásticos”, prevê o presidente da Abiplast, José Ricardo Roriz Coelho. Segundo Roriz, a produção em 2011 e 2012 deve crescer 6% e 5%, respectivamente.

 

Comentários


menu
menu